Câncer de mama: informações importantes

COLUNISTA CONVIDADO, SAÚDE


unnamed

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo, sendo o mais comum entre as mulheres.

Segundo a OMS (Organização Mundial de saúde) nas décadas de 60 e 70 ocorreu um aumento de 10 vezes em sua taxa de incidência por idade. Sendo raro antes dos 35, após esta faixa etária sua incidência cresce progressivamente.

Seu diagnóstico precoce é importantíssimo, por isso no Brasil as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados.

Fatores de risco:

  • Hereditariedade: embora responsável por 10% do total de casos, mulheres com historia familiar de Ca de mama em parentes de primeiro grau (mãe ou irmãs) tem risco elevado
  • Obesidade
  • Tabagismo
  • Ingestão de álcool
  • Primeira menstruação precoce
  • Menopausa tardia (após os 50)
  • Primeira gestação após os 30 anos
  • Não ter tido filhos

Mulheres com fatores de risco devem fazer acompanhamento médico das mamas a partir dos 35 anos.

Os sinais e sintomas do câncer podem variar e, algumas mulheres que têm câncer podem não apresentar nenhum sintoma em sua fase inicial, mas de qualquer forma, é recomendável que a mulher conheça suas mamas e saiba reconhecer alterações para poder alertar o médico.


O autoexame das mamas não deve ser estimulado como método isolado de detecção precoce do câncer de mama, mas é um importante aliado na prevenção devendo ser feito todos os meses pela mulher. A melhor época do mês para a realização do autoexame é alguns dias após a menstruação quando as mamas estão mais flácidas, nas mulheres que já estão na menopausa pode ser feito em qualquer época do mês.

Caso encontre alguma das alterações citadas abaixo, procure seu médico ginecologista ou mastologista rapidamente!

  • Nódulo único endurecido
  • Abaulamento em parte da mama
  • Inversão do mamilo
  • Edema da pele
  • Vermelhidão
  • Nódulo aumentado na axila
  • Espessamento da pele ou do mamilo
  • Secreção sanguinolenta pelos mamilos
  • Inchaço dos braços

Na maioria das vezes inchaço, vermelhidão e aumento dos linfonodos axilares principalmente com dor, representam inflamação ou infecção nas mamas, mas não deixe de procurar seu médico para melhor avaliação e tratamento.

 Nas mulheres sem fatores de risco, o acompanhamento deve ser feito anualmente a partir dos 40 anos com exame clínico e mamografia, ou a critério médico em casos isolados.

É fundamental que o diagnóstico do câncer de mama seja feito o mais precoce possível, favorecendo o prognóstico e aumentando as chances de cura. Por isso conheça seu corpo e visite seu ginecologista regularmente.

Dra. Martha Zenatti

CRM-RJ 52-860247

Ginecologista e Obstetra

Clínica ZenattiMed - Avenida das Américas 700, bloco 08 loja 111 C - Shopping Cittá América – Barra da Tijuca/RJ

Tel.:(21) 3433-7618 / 3433-7619

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *