Vigorexia

NUTRIÇÃO, SAÚDE

foto 2

 

Fique de olho!!

A excessiva valorização da estética pela sociedade moderna tem feito suas vítimas tanto entre os homens quanto as mulheres. O excesso de vaidade pode levar a obsessões pelo corpo perfeito, causando uma distorção da autoimagem (a pessoa se olha no espelho e enxerga imperfeições que na verdade não existem) desencadeando patologias que à primeira vista são radicalmente opostas, mas quando melhor analisadas revelam ser, realmente, muito parecidas: a anorexia e a vigorexia.
Diante do espelho, anoréxicos esquálidos e desnutridos se enxergam obesos, e os vigoréxicos se vêem fracos, magros, franzinos, apesar de fortes e muito musculosos.
A Vigorexia ou Síndrome de Adonis é um transtorno dismórfico corporal caracterizado pela insatisfação constante com o corpo. A doença afeta principalmente os homens entre 18 e 35 anos. As pessoas com vigorexia desenvolvem uma dependência pelo exercício físico e pelo corpo musculoso, pois nunca se satisfazem com a condição em que se encontram.
Essa insatisfação constante com o próprio corpo, com a massa e força muscular fazem com que incorporem novos hábitos e comportamentos à sua rotina de vida. Vigoréxicos passam horas nas academias, sempre aumentando a carga dos exercícios. Paralelamente, introduzem alterações na dieta (constituída basicamente por proteínas) passam a consumir suplementos alimentares sem orientação e recorrem ao uso de esteróides anabolizantes.
A vigorexia pode gerar conseqüências danosas ao organismo. O excesso de atividade física acaba machucando as articulações e os músculos causando lesões musculares, estiramentos, lesões de ligamentos e, no grau mais preocupante, lesões de cartilagem. O indivíduo ainda pode apresentar insuficiência renal e hepática e, se houver uso abusivo de anabolizantes, assim como doenças cardiovasculares.
O tratamento da vigorexia é multidisciplinar, envolvendo psicólogo, psiquiatra, médico clínico (pediatra ou endocrinologista), nutricionista, educador físico, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional cujo objetivo do tratamento é fazer com que a pessoa aceite seu corpo como ele é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *